Lince Gelo Seco

A Lince Gelo Seco trabalha com o Gelo Seco produzido pela CRYOBRAS, a maior produtora de Gelo Seco do Brasil, e por meio de revendas e centros de distribuição próprios ou com franquias já nascemos como o maior distribuidor de gelo seco do país. De acordo com nossa cultura corporativa, optamos por oferecer com segurança os produtos da mais alta qualidade e tendo como meta a popularização desse extraordinário produto no Brasil, a exemplo de sua popularidade já atingida em outros países. Através de uma rede estratégica de instalações de fabricação e distribuição de última geração, nós vendemos e distribuímos Gelo Seco de grau alimentício para todos os principais setores em todo o país.

Siga a gente no Facebook
falta de energia

Faltou energia? Saiba como o gelo-seco pode te ajudar nesse momento!

Dióxido de carbono – também chamado de gás carbônico (CO2) – a uma temperatura baixíssima: -78,5. Ou simplesmente, gelo-seco. Ele tem esse nome porque, ao derreter, não vira líquido e passa diretamente para o estado gasoso. Esse processo se chama sublimação. Pode parecer mágica, mas a química explica: o ar aquecido entra em contato com o CO2 e rapidamente uma nuvem, densa e branca, é desprendida. 

O gelo-seco é versátil e sua aplicação pode ocorrer em vários segmentos. Da contração de metais, em um processo eficiente e econômico, ao “nevoeiro” visto em diversos eventos. Essa “fumaça” de gelo-seco é produzida quando há o choque entre o gelo, em baixíssima temperatura, e a água quente produzida por um equipamento que faz esse processo artificialmente. 

Esse material também é usado na conservação de alimentos – apenas 2 kg são suficientes  para manter 400 picolés congelados durante um dia inteiro – e na indústria farmacêutica, já que determinados medicamentos devem ser armazenados em temperaturas muito baixas.

O gelo-seco é distribuído em blocos, placas e cubos, que podem ter entre 3 mm e 16 mm. 

O que muita gente não sabe é que o gelo-seco pode ser útil para manter os alimentos resfriados durante a falta de energia. Isso acontece porque esse material proporciona uma resposta eficaz e rápida para a necessidade de frio concentrado. 

Preparamos um passo a passo para você seguir nesses casos. Vamos lá? 

Antes de começar, é importante lembrar que você não deve tocar diretamente no gelo-seco. Para manusear o produto é importante que você use luvas ou uma toalha. 

Congelador:

Para congeladores, você deve considerar o período de 24 horas e o tipo de congelador que você tem em casa. Sendo que se o congelador for no fundo, será necessário entre 7 e 10 quilos de gelo-seco. Caso seja no topo, o indicado é usar de 11 a 13 quilos. E, caso seu congelador seja lado a lado, use entre 15 e 18 quilos de gelo-seco. Agora, se for freezer, use entre 18 e 22 quilos de gelo-seco.

Faça da seguinte forma: 

1- Coloque o gelo-seco em níveis, de acordo com as prateleiras. 

2- Forme uma camada sobre o alimento que precisa ser congelado, usando a primeira prateleira de cima para baixo. As prateleiras mais baixas terão a temperatura mantida pela que está acima. 

 

Refrigerador:

Essa dica serve para intervalos de 12h em 12h. Coloque 5 kg de gelo-seco na prateleira inferior do aparelho. É importante usar um material isolante sobre a prateleira do refrigerador, como uma almofada quente ou folhas de jornal. Assim que o gelo-seco passar por sublimação (estado gasoso), substitua o produto. Mantenha o material extra em uma caixa de gelo comum.

 

Geladeira:

As dicas para freezer e refrigerador também são úteis para a geladeira. Porém, a quantidade necessária vai variar conforme o tamanho do equipamento e o que precisa ser resfriado. Você pode calcular a quantidade exata consultando a nossa calculadora de gelo-seco.

Após a utilização, para eliminar o gelo-seco, desembrulhe e deixe em local aberto e com boa ventilação. Não deixe o material sem vigilância perto de crianças.

 

 

 

Sem Comentários

Postar comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial